Audax Joinville 200km. Agora vai!

2 de Março de 2014 2 minutos para ler

Em 2013 estava me preparando para fazer o Audax Balneário Camboriú. Treinava sempre que podia, mas em nenhum treino consegui passar dos 100km. Algumas semanas antes de fechar as inscrições eu resolvi fazer o Desafio 100km ao invés de fazer o Audax. Eu simplesmente não me sentia preparado, sabia que não teria condições de terminar a prova.

Confesso que fiz o Desafio 100km e ainda tinha fôlego e perna para fazer mais um pouco. Mas provavelmente não seria suficiente para os 200km. Grande parte deste bom rendimento durante o trajeto eu devo aos amigos  Luiz Fernando, Alexandre e Adão que conheci durante o evento e que me acompanharam durante TODO o percurso. Sem dúvida alguma as amizades e a conversa ajuda muito a esquecer as dores nas pernas e costas.

Este ano levei os treinos mais a sério e acredito que agora estou finalmente preparado. Fico feliz em saber que vou fazer meu primeiro Audax em casa e ainda por cima será uma prova muito desafiadora, pois teremos a subida da Serra da Dona Francisca aos km 93. Caramba, são 550 metros de altitude! Subi 3 vezes, com sol, nublado e até com chuva. Estou bastante confiante, apesar de sempre levar 1 hora para subir, quero fazer em menos tempo no dia do evento. A adrenalina vai estar a mil e eu não quero fazer feio, hehe.

Nestas duas últimas semanas fizemos dois simulados do Audax organizados pelo grande ciclista Limas que participou do Audax 200km, 300km, 400km e 600km ano passado!

Um deles foi em 23/02/2014. Saimos do Centreventos, fomos até Guaramirim pela BR101 e BR280 e voltamos pela Rodovia do Arroz. Entramos em Joinville e subimos a serra. Após a descida, voltamos para casa.

Hoje fizemos o últimos simulado. O trajeto foi o mesmo até a serra, mas depois da descida fomos até garuva. Faltaram apenas 25km para finalizar o trajeto oficial do Audax.

Fico muito feliz de ter participado dos treinos muito (mas muito mesmo) bem organizados pelo Limas. Além de um treino, foi também momento de descontração e oportunidade de fazer novos amigos.

Não podia de deixar de agradecer a Daina por não ficar brava comigo nos dias que troquei ela pela bicicleta.

 

Por enquanto é só. Agora é só não deixar a peteca cair para não fazer feio no dia.

Keep Cycling!

Abraços!