Relato: Pedal da Mari - Ribeirão Grande

26 de Janeiro de 2014 2 minutos para ler

Nem mesmo a má previsão do tempo e a garoa que fazia quando acordei foram suficientes para me fazer desistir deste excelente evento de cicloturismo.

Desta vez a Daina me acompanhou no pedal, foi a estréia dela no Pedal da Mari. Além disto, optamos por ir com a turma da van do Vittorio, pelo conforto e comodidade que a van nos proporciona.

Chegamos em Jaraguá do Sul com tempo bem nublado e um pouco de garoa aqui e ali. Mas convenhamos, é muito melhor pedalar com um pouco de chuva do que aquele sol de 40º que fez nos dias que antecederam o evento.

O pedal foi bem tranquilo, sem muitas subidas e com paisagens para lá de bonitas. O que dizer daquele asfalto entre Jaraguá do Sul e Schroeder? Parecia um tapete. Além disto, quase não tinha movimento de automóveis, me pareceu um excelente lugar para treinar. Apesar de ter sido leve, o ritmo médio ficou em 22.5km/h, muito bom, não é?

O destino foi a estância Ribeirão Grande, um resort muito bem localizado e com paisagens incríveis. Uma pena que o dia estava muito nublado, impedindo de apreciar completamente o visual que o local oferece.

Dentro da estância havia uma trilha bem larga e que infelizmente estava fechando para bicicletas. Não gostei, pois parecia um bom local para se divertir enquanto esperávamos a saída do grupo.

Na volta o grupo acabou se dividindo em dois. Um grupo voltaria pelo mesmo trajeto da ida, praticamente todo plano, enquanto o outro grupo subiria uma serrinha em direção à Schroeder. Confesso que tive muita vontade de encarar a tal serrinha, mas como fiz um pedal forte no sábado e eu já estava bastante cansado, preferi não forçar mais.

No fim acabei me arrependendo, olhei o mapa em casa e a serrinha tinha apenas 250m de altitude, sendo que já estávamos a 100m do nível do mar. Deveria ter ido com o outro grupo…

Mas foi até melhor voltar pelo mesmo caminho, assim eu e Daina fizemos companhia um ao outro, já que era o primeiro Pedal da Mari dela.

E o relato termina assim, com uma foto com a minha companheira de pedal.

Agradecimentos à Marines Ronchi e toda a turma que ajudou de alguma forma a realização de mais um belíssimo pedal.